26/11/2012

#Resenha: Baby Você me Ama

Tumblr_me3wqxbbxj1rl1ofdo1_500_large

Primeiramente queria dar os créditos ao blog Shakedepalavras,OK?E a resenha do mês é...

Titulo: Baby, você me ama
Autora: Taty Furtado
Páginas: 253
Editora: Independente
Lançamento: 2011
Edição: 1

Sinopse

Bea tem 17 anos, um ex namorado pé no saco, notas baixas na escola, uma porção de amigos, adora chocolates, skate, artes marciais e jóias. Como qualquer garotas de sua idade. Mas uma coisa a diferencia das demais, uma coisa que a torna única dentre cem mil outras adolescentes: Seu implicante e sempre-perfeito irmão gêmeo Peter. 

Eu sei, não parece grande coisa. E, segundo Bea, não é mesmo. Até que o garoto decide revelar seu próprio sonho: tornar-se um grande jornalista, de preferência um enviado internacional, bem longe de sua irmã desmiolada. E é seguindo esse sonho que ele acaba por levar Bea a se apaixonar pelo renomado editor de 36 anos, Leonardo Ortiz. 

Porém, um obstáculo promete dar a essa garota muita dor de cabeça: Léo está noivo, e a cada dia o grandioso casamento se aproxima. Bea não pensa duas vezes; lutará por ele, sem medir qualquer conseqüência. Afinal, é uma lutadora. 

Mas o que acontecerá quando a noiva dele voltar, trazendo as verdades bem guardadas em sua mala? 
Site: http://babyvocemeama.blogspot.com/


Resenha

Antes de ler a sinopse do livro, eu imaginei que esse livro fosse tratar de dois jovens apaixonados que não podiam ficar juntos, um tema bem comum.
Mas me enganei totalmente, primeiro porque os personagens não são jovens, Beatrice, ou Bea tem 17 anos, e Leonardo 36.Mas a parte de apaixonados, isso está certo, pois eles se apaixonam e acabam virando namorados.
Beatrice se apaixonou logo de cara por Leonardo, e quando descobriu que a noiva dele estava na África, não pensou duas vezes antes de bolar um plano para separar o casal de pombinhos e “fisgar” Leonardo.
O plano acaba funcionando, mas sempre acabam descobrindo né?
Senti um carinho especial por Bea.Ela tem  um irmão gêmeo chamado Peter, que nasceu um tempinho antes dela, e por isso tem alergia a quase tudo, e por causa disso, recebeu mais atenção de sua mãe.Bea sempre brincou como se fosse um menino, não gostava de brincar de boneca, jogava futebol, usava roupas largas, e acabou sofrendo muito quando era criança.
Ela só tem amigos homens, Eric, Gabriel e Daniel.
Percebi muitos erros no livro, algumas palavras estavam erradas, não tinham acentos...
A capa do livro dá a impressão de que eles se apaixonam em um parque de diversão... Bem, foi isso o que eu pensei da primeira vez que o vi.
O final do livro surpreendeu, porque apesar de tudo o que Bea fez ainda foi possível conseguir o que queria.
Gostei muito dela, apesar de estar sempre aprontando e se metendo em encrencas, ela me impressionou, a forma que ela descontava a raiva de tudo o que acontecia era através de brigas, mas mesmo assim, pude perceber que ela só queria descobrir quem realmente era, e só conseguiu quando conheceu Leonardo.
Como a diferença de idade dos dois é muito grande, já era de se esperar que ocorressem conflitos entre a família de Bea, mas não é por isso que ela vai desistir do amor de sua vida.
Gostei mesmo, de verdade, de Bea, uma verdadeira guerreira, daquelas “ Vou lutar até o fim pelo que é meu” E foi isso mesmo o que ela fez, lutou até o fim.Mas mesmo os personagens que me agradam desde o inicio também acabam irritando de vez em quando, assim como Bea me irritava ás vezes pela irresponsabilidade.


2 comentários: